Páginas

Mostrando postagens com marcador incesto. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador incesto. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

CORNO FRANCA: Incesto ou liberalidade sexual?


Gente, eu recebo muito e-mail que não dá pra publicar, até por não ser a proposta do contato. Mas o assunto se repete bastante, e eu fiquei curioso com isso, pois notei que é bem mais comum do que parece.
Muitas mães sentem não só prazer, mas também preocupação e vontade de se abrirem mais com suas filhas na sexualidade. Desde as fases mais jovens, até a maturidade completa.
Eu acho completamente recomendável se respeitar as fases do desenvolvimento com suas características, sem causar influências ruins que possam atrapalhar o entendimento peculiar de cada fase.
Mas uma das coisas que acho mais importantes, é manter cada coisa no seu lugar. Cada idade na sua idade, e cada informação adequada à capacidade de entendimento da fase correspondente.
Todas as pessoas tem sexualidade em todas as idades, mas não se pode confundir isso por erotização, né? Fugir da natureza de cada etapa é sim um abuso grave, que pode gerar consequências horríveis para uma pessoa no futuro.

Agora, tem a parceria, né? Não vejo NADA ERRADO em uma mãe e uma filha serem companheiras, amigas, e compartilharem segredos quando estão prontas e maduras para isso. Acho que as pessoas precisam ser felizes, terem uma boa condição social, emocional psicológica e sentimental. Desde que nada atrapalhe suas funções na sociedade, na família, e nas crenças de cada um, o prazer é a lei maior!

E não tem nada errado também em pensamentos fantasiosos, como alguns que recebo. Só não se pode colocar tudo que se tem vontade em prática, pois fantasia é fantasia. Precisa respeitar a realidade e suas possibilidades!

Então, o que digo é que SIM, respeitados os limites legais, acho lindo amor e prazer entre familiares, seja como for. Envolva diretamente ou não o sexo.

Poderá também gostar de: