Páginas

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

CORNO FRANCA: Quero fazer swing - PROS e CONTRAS.

Quero fazer swing -  PROS e CONTRAS.


Você tem interesse em fazer swing, mas você não sabe como discutir com sua mulher ou namorada sobre isso? Este é um assunto extremamente delicado, então é melhor se dirigir a sua mulher colocando-se no lugar dela. Entre na conversa esperando ter sucesso em seu esforço, mas não fique chateado ou frustrado com sua mulher se ela não se interessar imediatamente pela troca de casal.
(CONTINUA....)

CORNO FRANCA: A importância do Pilates no mundo moderno ....

491018

CORNO FRANCA: Corno, esposa e comedor no motel ....

Pic from ParejaCaracas20
Find out more Threesome, hotwives and cuckcold in our blog 3inBed

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

CORNO FRANCA: MInha esposa nunca recusa um desafio ....

CONTO ERÓTICO: Com a Amiga o Casal e o CORNO

Olá, amigos, estou de volta para relatar a continuação da minha vida de corno. Como escrevi no ultimo conto, minha gata Viviane e sua amiga Luiza me iniciaram no domínio e na submissão!!! Depois daquela noite, fui acordado lá pelas onze da manhã, pelas duas, que trancaram o quarto e me fizeram ouvir a gemeção até altas horas... A Luiza é um baita mulherão, coxuda, cabelos pretos grandes, bem branquinha e olhos azuis, alta, 1,75, minha gata tem 1,60 e é uma morena daquelas pequenas grandes, carnuda, gostosa... Já me descrevi no conto anterior, 1,80, 80 kg e não de se jogar fora...
Depois de me tirarem do quarto, as duas sacanas me levaram até a cozinha e me convidaram para tomar café, até aí tudo bem, sentei na mesa e elas colocaram o café, pão, queijo, presunto, etc... Mas para mim, um copo com o que vocês já imaginam o que era... “Putinha, os meninos pediram para agradecer pela noite de ontem, e deixaram esse presentinho para você”, disse a Luiza, enquanto a Viviane dava uma risadinha sarcástica de meia boca... Eu me assustei, será que minha vida seria assim dali por diante??? Meio que lendo meus pensamentos, a Vivi falou “Paulinha, você precisa se acostumar com as mudanças aqui nessa casa agora... Depois do café teremos um tratamento especial para você!!!” Fiquei receoso, mas como iria beber a porra de mãos algemadas??? Pensei que o acontecido na noite anterior tivesse acabado por ali, mas era o início... A minha iniciação!!! Elas tomaram o café, fazendo questão de comentar como tinha sido o resto da noite, fingindo que eu não estava ali... As duas fizeram DP, e foram enfáticas frisando que não foi a primeira vez... Quando acabaram de tomar o café, a Viviane me segurou por trás com um mata leão, e a Luiza tapou meu nariz e despejou lentamente o líquido branco que estava no copo na minha boca, me fazendo engolir tudo, sem poder respirar... Confesso que comecei a gostar do sabor da coisa, Rs!!!
Elas foram para o quarto de mãos dadas e quando voltaram me trouxeram um avental e um tamanco, tiraram a algema me mandaram lavar a louça e deixar bem limpinho, senão teria castigo... e que aquilo era para me deixar mais fêmea, pois ali agora não tinha mais homem... Era a casa das três mulheres, Viviane soltou com uma enorme gargalhada... Depois de feito o serviço, fui até a sala para ver se elas queriam conferir o serviço, mas me surpreendi com as duas se pegando... a Luiza sentada no sofá e a Viviane dando uma chupada lenta e quente na sua bucetinha, pareciam namoradas mesmo, aquilo era paixão!!! Luiza: “Ainda bem que chegou, Paulinha, estávamos esperando...” A Vivi então parou de chupar e disse: “Vem, putinha, fica aqui no meu lugar, lambe a Lu” Fui bem obediente, quando comecei a lamber aquela coisa deliciosa, senti uma chicotada ardente na minha bundinha... “Que isso, amor???” Vivi: “Falei que se fizesse errado na cozinha tinha castigo, Hahahahaa” “Mas o que eu fiz???” “Demorou muito!!! Cala a boca e faz a Luiza gozar” E fiquei tomando lambadas no rabo, fazendo a deliciosa bucetinha da Luiza escorrer mel... Logo depois as duas me depilaram, rasparam meus pelos do pau e do rabinho, me levaram para o banheiro e colocaram o cano do chuveirinho lá dentro para me limpar, aquilo, segundo elas, me tornaria mais higiênica para possíveis machos mais tarde... Passei o dia servindo as duas, que não paravam de inventar mais coisas para me humilhar, claro... Minha esposa tinha que sair para resolver uns problemas em uma faculdade em uma cidade aqui próxima, então se arrumou e foi, ela só voltaria no final do dia seguinte... Mas recomendou que a Luiza tomasse conta de mim, e se encarregasse de me deixar mais confortável com a ideia de que agora seriamos nós três...
Bem, assim eu ela partiu, a Luiza me falou “Paulinha, vamos nos arrumar, vamos sair!!!” Colocou uma calcinha por cima do CB600, me vestiu com uma calça daquelas apertadas bem femininas e o tamanco, uma camiseta regata que denotava bem meus piercings, e me fez ir a rua com ela assim... Fomos para a Lapa... Sentamos em um bar, e muita gente reparava na minha “condição”, mas em especial um casal que estava sentado em uma mesa próxima, uma loira de parar o transito, uns 1.65 , gotosíssima, e um moreno alto e forte, mais ou menos 1,90, corpo sarado... A Luiza cruzou as pernas, mostrando para a loira que estava sem calcinha, acho que ela interpretou como um convite, então a Lu me falou “Putinha, fica aqui, que eu vou a caçada e já volto com um macho gostoso para você!!!” Ela ficou uns 10 minutos lá, e voltou com os dois para a nossa mesa!!! Eles se apresentaram, o nome dela era Sônia, de perto muito melhor do que na mesa ao lado... Ele era o Paulo “kkkk, que ironia”, e me disseram que estava tudo bem, que a Luiza já tinha contado tudo, e que se fosse legal, poderíamos ir a um lugar melhor, pois ele ficou a fim de ver a esposa com a Luiza, a esposa dela ama muito o marido, mas adora uma xaninha também... “E eu???” a Sônia me olhou debochada e disse: “Calma, tem pica para você também, Paulinha, He He!!!” Ele pediu a conta e nos convidou a ir a um lugar melhor, fomos no seu carro a um motel no Leblon, quando chegamos ao quarto, inicialmente fui o centro das atenções... A Soninha me pediu para tirar a calça, o que fiz cheio de vergonha... Ela quase se mijou de rir, eu perguntei por que, ela virou para o “Paulão” e disse, “mostra para ela, amor...” Gente, quando o cara baixou a calça, temi pela minha vida... Grande, grosso, cheio de veias, a Luiza deu um pulo, “Puta que pariu, isso não cabe nem em mim, Sônia!!!” A Soninha me pediu para me aproximar, pegou no dispositivo e mediu com o dedo mindinho meu pirulito, e do lado, colocou o antebraço perto do pau dele, ficava pau a pau, rindo muito ela me disse: “Você não nasceu nem para corno, não pode ter mulher, tem que ser viado mesmo, kkkk”, Eu no desespero queria parar, mas a Luiza me amarrou e falou “Puta, nem a porrada deixo esse pau na mão hoje, ele satisfaz nós três e sobra porra ainda, caladinha aí!!!” As duas então começaram um delicioso boquete nele, que já estava em riste desde o inicio da conversa... Ele não aguentou e gozou, a Luiza apontou a pica na direção da boca da Soninha, apertando bem fazendo com que esguichasse muito, ela adorou!!! Depois as duas dividiram o sêmen e se lamberam um pouco, então a Luiza colocou uma coleirinha em mim e me arrastou até o Paulo, colocou minhas mãos para frente e me disse: “Hoje, putinha, vamos aprender a colocar camisinha em macho de verdade!!!” Me fez dar o selinho de boas vindas na cabeça da vara, colocou a camisinha na ponta da cabeça e aproximou minha boca, e me fez ir descendo até o talo!!! “Muito bom, Putinha, aprendeu direitinho... agora punheta ele um pouco, e daqui a pouco você pratica mais!!!” Depois sentou devagar na pica do cara, que entrou bem apertada na buceta dela... A Sônia estava tocando siririca em uma cadeira assistindo tudo, parecia morrer de tesão... Depois de foder uns 20 minutos ele esguichou na camisinha, que foi devidamente retirada e guardada, aí a Luiza perguntou para a Sônia: “Linda, quer aprender a brincar com um viadinho???” Sônia: “Claro!!! He He!!!” Então vamos... A Luiza tirou o calção de couro da bolsa, e começou a colocar em mim... Só que dessa vez, de forma surpreendente, libertou meu pau e colocou o tubinho de couro nele, de forma que ele ficou inchado e dolorido, com a cabeça muito vermelha... “Putinha, vou quebrar seu galho, já que a Viviane não está aqui, vou deixar você gozar hoje!!!” Pegou uma camisinha e colocou na ponta, como da outra vez... A Soninha, com seus lindos cabelos loiros e pele bronzeadaça de praia, via aquilo impassível mole de tesão... O Paulo tentou chegar perto, mas a Luiza falou: “Calma, Paulão, vamos preparar sua Puta hoje!!!” Ele então voltou e sentou, punhetando seu pau já endurecendo de novo... Ela pegou uma esponjinha e colocou na cabeça do pinto, e começou a colocar o calção de couro, que tinha duas aberturas... A Sônia curiosa perguntou para que aquilo servia, a Luiza deu um beijo nela e uma lambida em cada seio, ela gemeu, e disse: “Calma amiga, já te explico!!!” Então ela fechou o calção com o zíper, e por um buraco de trás saíram minhas bolas, “Sônia, você tem um elástico aí???” Sônia já sacando a maldade: “Claro gata!!!” Elas então deram voltas com o elástico nas minhas bolas, ficando muito apertado e dolorido... A Sônia parecia que ia cair de tesão naquele momento, então cada uma deu dois tapas nas minhas bolinhas, me sentia uma preá... Doeu muito... Aí a Luiza sentou atrás da Sônia, massageando ora seus seios ora sua xaninha, e começou a falar: “Agora está bem preso, amiga, quando o Paulão meter nele, o pintinho vai roçar na esponja e ele vai gozar, mas a sensação será um pouco inconveniente, já que o pau do Paulo vai estar batendo nas bolinhas da Paulinha, kkkk” Sônia: “Nossa, como você é cruel, amiga!!! Isso me deu muito tesão” No que a Luiza responde: “Amiga, você ainda vai conhecer a Vivi, ela tira a virgindade dos garotões da faculdade para mim, fez 18, ela traça mesmo!!! Ela é professora, não dá mole!!! Há Há Há!!! Agora vamos brincar, chupa os seios da Paulinha um pouco” Então a Luiza foi punhetar o Paulão, que já estava duro feito rocha, e veio trazendo ele para perto... Meus mamilos eram chupados com vontade pela loira, era muito fogosa a mulher... Chegando perto, a Luiza me ordenou: “Chupa, Paula, eu e a Sônia temos uns assuntos a resolver!!!” Então ela enfiou aquela jeba na minha boca, o Paulo parecia gostar da situação, e elas duas foram para a cama se abrindo e fazendo um delicioso 69, as vezes se aproximavam e lambiam os peitos uma da outra, se beijavam e voltavam ao 69... Quando a pica estava bem salivada, soltando o liquido salgado na boca, as meninas vieram e fizeram colocar outra camisinha nele... A Luiza falou para a Sônia se sentar nas minhas costas, me colocando na beirada da cama... Apontou a pica no meu cuzinho e vi estrelas... Aí a Luiza falou: “Beija seu macho bem gostoso, mostra sua bucetinha para ele enquanto ele come esse viadinho, roça a xana nele...” foi falando e pegando a camisinha que estava esporrada, e me deu ela... Meteu na minha boca e mandou: “Só me devolve quando estiver bem limpinha, essa é sua vitamina hoje, Putinha!!!” Bom, o pau dele fez meu pinto roçar no calção com o vai e vem, e acabei gozando sem ser tocado... Saiu muita porra, o tubinho deixava o canal bem apertado, Rs... E então o Paulo falou que ia gozar, a Luiza falou: “Paulo, espera, você vai sentir uma coisa que nunca sentiu antes...” Ela tirou a camisinha do pau dele, deu uma lambidinha na cabeça e falou: “Coloca na sua esposa bem devagarinho, quero ver se aguenta um minuto... Metida de namoradinho, hein???” Ela abriu a buceta da amiga, beijando sua orelha e depois lambendo seus deliciosos seios, conduzindo a pica para dentro... Paulão urrou, “Está quente, parece um forno!!! Vou jorrar muita porra!!!” A Luiza sabia que a camisinha tirava a sensibilidade, mas depois carne com carne... Hummm!!! Em menos de dois minutos o cara gozou litros de porra na esposa, aí a Luiza colocou um supositório na Sônia, ela disse que adorava anal... Ele não ficou mole, sentou num sofá no canto do quarto e foi colocando nela de costas, que delicia... Luiza: “Puta, limpa a buceta da nossa amiga, ela está recheada, anda logo”, e me levou até a bucetinha dela... A Sônia também me deu ordens: “Lambe as bolas do meu macho, assim ele produz mais leite, Paulinha!!!” Enquanto isso a Luiza ordenhava minhas tetas, que já estavam ficando para fora... Confesso que estava com muito tesão, e gozei de novo... Foi quando ele encheu a bundinha da esposa com porra, todos caíram exaustos...
Depois dessa rodada, pediram alguma coisa para comer, me fizeram receber a moça que veio com os petiscos, ela quase desmaiou ao me ver... Imagino o que passou pela cabeça dela, coitada... Eles tomaram um banho, aonde tive que ficar sentado no bidê assistindo uma leve chupação no box... depois a Luiza e a Sônia me deram um banho, com muitas linguadas e dedos... A Luiza tirou minha camisinha e guardou... Fomos para a sala, na suíte tinha uma piscina na área externa, a Sônia sugeriu: “vamos brincar os três, amiga, e o viadinho fica olhando!!!” “Claro, gata, vamos lá na piscina!!!” O Paulo foi presenteado com as duas, que porém gostavam mais de fazer uma boa chupação entre elas para ele ver... Ora comia a esposa, ora a Luiza... E assim ficaram mais de duas horas... Depois a Luiza pegou a porra que estava na camisinha que tinha tirado de mim, pegou um conta gotas e começou a pingar na buceta, me fazendo sorver gota por gota... Trocaram telefones, nos despedimos, o Paulo e a Sônia me deram uns tapas na bunda de despedida... e fomos para casa...
A Viviane ligou para saber como estávamos, a Luiza disse: “Amor, nem te conto como foi essa noite!!!”
Obrigado Sônia e Paulo, gozem muito com essa lembrança!!!

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

FÉRIAS

Estarei de férias e os posts estarão suspensos, mas skype ativo, um abraço a todos e todas.